Arquivo da tag: Glass

Google Glass: O próximo passo dos gadgets inteligentes

Eu, de verdade, acredito que o Google Glass (ou a fórmula que permeia a parafernália) é o próximo passo além dos smartphones. Vendo esse vídeo que ilustra a interface sonora dos óculos e como ela é, na teoria, fácil de utilizar, não tem como pensar de outra maneira.

Na verdade, eu penso em alguns pontos. Se o óculos for mais como um assistente pessoal, do tipo que Siri e Google Now tentam ser, o Glass é lindo. Tirar fotos e gravar vídeos é lindo, simples e prático. Buscar coisas rápidas, utilizar mapas de maneira instantânea, compartilhar momentos… É tudo o que um smartphone já faz, mas de uma maneira rápida e quase instantânea.

O que me leva a pensar: Será que isso não só alimenta mais a cultura do imediatismo? Será que dando esse novo passo não estamos cultuando ainda mais o compartilhamento de bons momentos em detrimento de realmente aproveitá-los (uma das maiores críticas que é feita ao boom dos smartphones)?

Além disso, o Google não deixa claro como notificações funcionarão com o gadget. Na minha humilde opinião, notificações ficam no bolso para quando eu quiser vê-las, não na minha cara, a todo momento. Duvido que esta seja a tendência, mas é a minha torcida. E, de qualquer maneira, deverá ser possível desligá-las. Caso contrário, ficaremos ainda mais escravizados pelas nossas próprias notificações! Depois da minha experiência sem celular, a primeira coisa que fiz foi desligar as notificações de 80% dos meus aplicativos. E, de verdade, eu jamais voltaria atrás.

Outro ponto importante que eu considero é a dualidade entre estética e praticidade. O Google não é exatamente conhecido por priorizar a primeira. Ao invés disso, prefere implementar um sistema e aprimorar o design ao longo do tempo. O famoso permanente estado de Beta. Entretanto, estamos falando de algo que ficará no rosto das pessoas. E algo feio. Para a tecnologia efetivamente se tornar realidade, acredito que essa questão é uma das inúmeras a serem consideradas. Estamos falando de seres humanos em uma sociedade que, sim, se importa com estética. Vale lembrar que o Android só passou a ser massivamente “amado” e chamado de um “sistema completo” após a reformulação visual pelo qual o sistema passou na versão 4.0. Acredito que o Glass deve seguir o mesmo caminho.

Enfim, mantenho a opinião constatada lá em cima: essa é uma tecnologia que eu acredito, que eu apostaria meu dinheiro para daqui dois ou três anos. Talvez não pelas mãos do Google, sendo um sistema aberto como o próprio Android, por exemplo. Mas acredito que o Glass pode fazer parte do futuro dos nossos gadgets 🙂

Etiquetado , ,